Lula confiesa que pudo haber pedido asilo: “No quise huir, quien es inocente no corre”

19

‘No quise huir; quien es inocente no corre’: Lula da Silva

El expresidente de Brasil Luiz Inácio Lula da Silva pudo huir del país antes de ir preso, según sus propias declaraciones hechas en un video que fue grabado antes de su encarcelamiento y que fue divulgado hoy a través de sus redes sociales.

“Pude haber huido. Estuve en la frontera entre Paraguay y Brasil, estuve en Foz do Iguazú, vecino de Uruguay y de Argentina. Yo podría haber salido, podría haber ido a una embajada”, afirmó Lula en la grabación.

El video de Lula fue grabado el 7 de abril en el Sindicato de los Metalúrgicos, en el municipio de Sao Bernardo do Campo zona metropolitana de Sao Paulo, poco antes de que el exmandatario, quien estaba acompañado por miles de militantes, se pusiera a disposición de los agentes de la Policía Federal, casi 48 horas después de que el juez Sergio Moro ordenara su detención.

El expresidente (2003-2010) cumple una condena de 12 años por corrupción y lavado de dinero en una cárcel de la sede de la Policía Federal en Curitiba, por un caso relacionado con las investigaciones de la operación “Lava Jato”, el mayor escándalo de corrupción del Brasil.

Lula, el líder más carismático de Brasil, está preso acusado de recibir un apartamento en la playa a cambio de beneficiar a la constructora OAS con contratos de Petrobras.

En el video, Lula explicó por qué tomó la decisión de cumplir la orden de detención.

“No tengo miedo de las denuncias contra mí, porque yo soy inocente, y no sé si mis acusadores lo son”, dijo.

“No quise huir, porque quien es inocente no corre, se enfrenta, por eso voy a Curitiba”, puntualizó.

Excelsior


Lula: “Não fugi porque inocente não corre, enfrenta. E vou provar minha inocência”

Pouco depois de ter decidido se apresentar à Polícia Federal para o cumprimento do mandado de prisão política expedido por Sérgio Moro, no dia 7 de abril, o ex-presidente explicou em vídeo, divulgado neste domingo, 22, os motivos de sua decisão.

Segundo Lula, o principal deles é a possibilidade de provar sua inocência diante de uma condenação sem provas, num cenário em que ele lidera todas as pesquisas de intenção de voto para retornar à Presidência.

“Eu queria dizer ao povo brasileiro que essa decisão minha de aceitar o cumprimento do mandado é para provar uma coisa neste país. Primeiro porque eu não tenho medo das denúncias contra mim, porque eu sou inocente, e não sei se meus acusadores são inocentes”, disse Lula.

“Segundo, eu poderia ter fugido. Eu estive na divisa do Paraguai, estive em Foz do Iguaçu, eu poderia ter ido para uma embaixada. Eu não quis fugir, porque inocente não corre, enfrenta. E eu quero provar a minha inocência. Se tem político que não tem honra e não se defende, eu tenho muita honra e quero me defender”, disse o ex-presidente.

Lula disse também que iria para Curitiba para provar que Sergio e o procurador Deltan Dallagnol estão mentindo. “Eles estão quase como serviçais da Globo. A Globo é que dá veracidade às mentiras que eles contam e eu resolvi enfrentá-los”, afirma.

Brasil 247


Prisão de Lula impulsiona filiações, e PT lança campanha com o nome do petista

Ele vai, eles vêm O Partido dos Trabalhadores lança nesta segunda (23) nova campanha nacional de filiação, intitulada “Sou Lula, sou PT”. A sigla decidiu estimular adesões após constatar que o número de ingressos espontâneos foi impulsionado pela prisão do petista. Desde que o ex-presidente foi detido, há 15 dias, 3.230 pessoas se registraram na legenda —quase 30% do total de 11 mil inscrições contabilizadas desde janeiro. A operação será inaugurada na reunião do diretório nacional, em Curitiba.

No feminino De acordo com registros internos, o PT tem hoje 2,1 milhões de filiados, dos quais 44% são mulheres. Esse índice sobe para 51% nas cidades com mais de 500 mil habitantes. Dilma Rousseff, que estará em Curitiba, participará da campanha.

Apelo final O advogado de Lula, Cristiano Zanin, esteve na sexta (20) com a juíza que delibera sobre a execução da pena do petista. Foi despachar uma série de pedidos de visita ao ex-presidente. A magistrada avisou que vai decidir sobre o assunto em breve.

Puxa a fila Gleisi Hoffman, presidente do PT, foi autora do primeiro pedido formal de visita a Lula. O MPF deu parecer favorável. A defesa também.

Vai tu mesmo Com a indefinição sobre a candidatura que pode emergir do PT, caciques do centrão no Nordeste começaram a sondar as direções de suas siglas sobre a possibilidade de declararem apoio a Ciro Gomes (PDT). Ex-governador do Ceará, o pedetista é conhecido na região.

Data de validade Partidos como o PP e o PR, que mantiveram cargos na Esplanada com a promessa de apoio a Michel Temer e sua tentativa de viabilizar uma candidatura governista, lembram que o apelo dos ministérios só renderá até junho. Depois disso, a lei eleitoral restringe a liberação de verbas.

Vi vantagem Dirigentes do PSB em PE receberam pesquisa que indica que eventual candidatura de Joaquim Barbosa à Presidência melhoraria a imagem do partido entre eleitores de classe média.

Vi vantagem 2 O estado é um bastião da legenda e ainda resiste, ao lado dos paulistas, comandados pelo governador Márcio França, ao nome do ex-presidente do Supremo.

Com jeitinho Pré-candidato ao Planalto, Rodrigo Maia (DEM-RJ) deu carta branca a dirigentes estaduais de seu partido para montarem palanques como julgarem mais adequado, inclusive se aliando a siglas que estão na oposição.

Nem estou aqui Com isso, Maia pretende conter insatisfações. O importante, tem dito, é que os candidatos nos estados percebam que o desejo dele de disputar a Presidência não atrapalha acertos locais.

Vivo Na memória Políticos próximos a Geraldo Alckmin (PSDB) que estiveram com Michel Temer nos últimos dias relataram que o presidente não perdoa os votos que recebeu do tucanato quando alvo de duas denúncias.

Aparar arestas Ainda em clima de desconfiança, Alckmin e o ex-prefeito João Doria (PSDB-SP) combinaram de almoçar nesta segunda (23).

Espeto de pau O deputado Efraim Filho (DEM-PB) procurou o presidenciável Flávio Rocha para reclamar da obstrução de seu novo partido, o PRB, à votação do cadastro positivo —pauta cara ao empresariado. O pré-candidato ao Planalto, que é dono da Riachuelo, prometeu conversar com a sigla.

Concentração de renda O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB),usou evento do Lide, no Recife, para pedir a executivos que destinem anúncios e patrocínios apenas a veículos de comunicação e projetos culturais que defendam bandeiras liberais.

Patrulha ideológica “Se nós não formos responsáveis pelo que chega à cabeça do brasileiro, quem será?”, indagou. Depois, o tucano criticou o financiamento, inclusive com dinheiro público, de produções que considera “comunistas”.

Folha de S. Paulo


Transferência de Lula gera debate dentro do PT

Segundo a jornalista Mônica Bergamo, a transferência do ex-presidente Lula da Superintendência da Polícia Federal do Paraná tem gerado debates internos no PT. O círculo mais próximo ao ex-presidente acredita que a transferência possa prejudicar ainda mais o acesso e a segurança de Lula. Para eles, o fato de estar sob a guarda da polícia federal deixa clara a situação de provisoriedade e excepcionalidade da situação.

“Apesar da preocupação com o isolamento de Lula, ainda não há consenso em seu círculo mais próximo sobre se ele deveria tentar ser transferido da Superintendência da Polícia Federal do Paraná. Acreditam que, se for para o sistema carcerário comum, o ex-presidente passará a ser visto definitivamente como um preso comum, enfraquecendo a sua defesa pública.”

Brasil 247

También podría gustarte